Belo e Fortaleza brigam pela vice-liderança da Série C

Após três derrotas seguidas, o Botafogo tem hoje a oportunidade de se reabilitar no Campeonato Brasileiro da Série C, e também quebrar um tabu de nunca ter vencido o Fortaleza na competição, desde 2014. A partida será válida pela 11ª rodada do grupo A, e está programada para as 21 horas, no Estádio Almeidão, em João Pessoa. O jogo terá a arbitragem de um trio do Paraná.

O árbitro central será Edivaldo Elias da Silva, auxiliado por Daniel Cotrim de Carvalho e Diogo Morais. A diretoria do Botafogo aposta num grande público hoje à noite no Almeidão. Durante toda a semana, os dirigentes botafoguenses fizeram um apelo para que os torcedores comparecessem em massa, e empurrassem o time para cima do Fortaleza.

O Belo fez até uma promoção de ingressos. A arquibancada geral será toda de torcedores com ingressos do Gol de Placa. Para a arquibancada principal, os preços caíram para R$ 20,00 a inteira, e apenas R$ 10 a meia. E nas cadeiras, a Inteira custa R$ 40, enquanto a meia R$ 20.

Uma redução de 50 por cento, em relação aos preços que vinham sendo praticados durante a competição. Com 14 pontos, em quarto lugar, o Belo precisa vencer para não sair do G4. Será um jogo de 6 pontos, já que o adversário tem 15 pontos e é o segundo colocado. Depois de 3 derrotas, o técnico Itamar Schülle chegou a prometer uma vitória hoje e até arriscou que a equipe terminaria a rodada em segundo lugar.

Sem nenhum problema médico, nem de suspensão, o Botafogo vai para esta partida com a força máxima, inclusive com os quatro últimos reforços contratados na semana passada. O treinador faz mistério, e não adiantou qual será o time titular, mas a possibilidade de haver mudanças é grande, diante dos resultados negativos dos últimos jogos. Se depender dos treinos abertos realizados durante a semana, é provável que alguns dos novatos entrem, pelo menos, durante a partida. Provavelmente, o Belo deverá entrar em campo com o mesmo time que começou o jogo contra o Cuiabá, no domingo passado, ou seja: Michel Alves, Lito, Plínio, Bruno Maia e Alisson; Djavan, Magno, Cleyton e Marcinho; Dico e Rafael Oliveira.

No Fortaleza, a expectativa é pela volta do artilheiro da equipe no ano, Lúcio Flávio. Ele foi liberado pelo DM, e deverá fazer dupla de ataque com Paulo Sérgio. A equipe veio para João Pessoa bastante pressionada pela torcida. Apesar de ocupar a segunda posição na tabela de classificação, com 15 pontos, os torcedores estão insatisfeitos com o rendimento do time, e chegaram a fazer manifestações violentas no início da semana, ameaçando inclusive os jogadores.

PB AGORA

Compartilhar: