Técnico do Botafogo-PB recebe proposta de time da Série B

São três derrotas nas últimas três partidas. Como não poderia deixar de ser, a primeira pergunta feita ao treinador do Botafogo-PB, Itamar Schulle, na entrevista coletiva realizada antes do treinamento desta terça-feira (18) foi sobre o momento vivido pelo clube.

ASA-AL, Sampaio Corrêa e Cuiabá-MT foram, na sequência, os algozes do Belo nos últimos jogos. Apesar dos resultados negativos, o técnico mostrou serenidade nas respostas, argumentando que o desempenho de seus comandados tem sido melhores que os dos adversários, e que falta caprichar nas finalizações para que a maré do time volte a virar para o lado do bem.

– Estamos vindo de três derrotas, mas qual dessas não jogamos melhor que o adversário? Acho que só aquela do ASA-AL, com o campo cheio de lama. Contra o Sampaio tivemos seis ou sete chances claras de gols. Contra o Cuiabá jogamos melhor no segundo tempo, com duas ou três chances claras. É difícil agradar. No Paraibano venho vencendo, mas sem convencer. Agora estamos jogando bem, mas não conseguimos concluir. Temos que transformar as oportunidades criadas em gols. Temos que treinar cada vez mais, trabalhar cada vez mais – disse Itamar, dando a receita para mudar a situação vivida pelo time, que ainda permanece no G4.

A falha de Michel Alves na saída de gol que acabou cometendo o pênalti que resultou no gol da derrota do último fim de semana também foi assunto na coletiva. Questionado sobre a fase do seu camisa 1, o comandante tratou de demonstrar confiança tanto no seu titular, quanto nos reservas, e mais ainda em Austrália, preparador de goleiros do clube. Itamar garantiu que respeita as críticas feitas pelo torcedor, mas que não pode culpar individualmente nenhum atleta por algum resultado negativo.

– Confio muito nos três goleiros que nós temos e no treinador deles, o Austrália, que já tem no currículo 20 clubes. Se eu fosse ouvir só a torcida, eu não teria realizado um dos meus maiores sonhos profissionais, que era conquistar um título pelo Botafogo-PB, já que no Paraibano pediram para eu sair porque não estávamos jogando bem. Não podemos perder um jogo e culpar o Michel, no outro, foi quem perdeu pênalti (Vanderlei). Não podemos fazer uma caça às bruxas. Temos nossas convicções e vamos manter o nosso trabalho – garantiu.

Se mostrando confiante para a próxima partida, contra o Fortaleza, marcada para a próxima sexta-feira (21), o treinador botafoguense garantiu que seu time vai sair com a vitória.

Itamar falou também que ainda esta semana recebeu uma proposta de um clube que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro, mas rejeitou por estar muito feliz no Botafogo-PB, apesar da pressão que sofre depois dos últimos resultados.

– Vamos vencer esse jogo (contra o Fortaleza), vamos terminar a rodada em segundo lugar, e vamos superar esse mau momento. Quando você perde, você está sempre pressionado. Estou tranquilo pois amo o clube onde estou, trabalho muito junto com a comissão, estou muito feliz, meu nome está na história do Botafogo-PB. Três dias atrás tive proposta de uma equipe de Série B, rejeitei porque confio na diretoria, no projeto do clube – explicou.

(Com Informações do Paraíba Online)

Compartilhar: